13. O Islam outorga o mais alto valor ao ser humano

June 22, 2013 in A Última Religião Divina ISLAM

O Islam concedeu uma posição excepcional e honra para os seres humanos dentre toda a criação. Nos versos do Nobre Quran é dito que:

“Que criamos o homem na mais perfeita proporção.” (At-Tin (O Figo) 95:4)

“Enobrecemos os filhos de Adão e os conduzimos pela terra e pelo mar; agraciamo-los com todo o bem, e preferimos enormemente sobre a maior parte de tudo quanto criamos.” (Al-Isra (A Viagem Noturna) 17:70)

Um dia uma procissão de funeral passou ante o Nosso Mestre o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos estejam com ele). O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos estejam com ele) levantou-se. E foi dito a ele: “Mensageiro de Allah! Estes são os restos mortais de um judeu!” O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos estejam com ele) respondeu: Ele não é também um ser humano?” (Bukhari, Janaiz, 50; Muslim, Janaiz, 81)

Como pode ser visto, Nosso Mestre o Profeta (que a paz e as bênçãos estejam com ele) se levantou com respeito pela presença de um ser humano, que Allah o Todo-Poderoso criou com todo o cuidado e carinho. Portanto, ele mostrou que toda a humanidade, não somente os vivos, mas também os mortos são dignos de respeito. Ya’la Bin Murra (que Allah esteja satisfeito com ele) disse:

“Eu acompanhei o Nosso Mestre, o Honorável Profeta em muitas expedições militares. Quando o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos estejam com ele) se deparava com qualquer ser humano falecido, ele costuma ordenar que aquele corpo fosse imediatamente enterrado, ele não perguntava se ele era um muçulmano ou um infiel.” (Hakim, I, 526/1374)

Quão valiosa é a vida e a alma de um ser humano para que o corpo já sem vida deste seja tratado de modo tão respeitoso? É ordenado no Nobre Quran:

“Se alguém matar uma pessoa, sem que esta tenha cometido homicídio ou semeado a corrupção na terra, será considerado como se tivesse assassinado toda a humanidade: E se alguém salvar uma vida, será considerado como se tivesse salvo toda a humanidade…” (Al-Maida (A Mesa Servida) 5:32)

Por esta razão, se matar ou matar alguém é estritamente proibido e para aqueles que cometem isso, terão uma severíssima punição.[1]

Vossa Excelência Mawlana Jalaludin Rumi disse:

“Se eu fosse declarar o real valor de um ser humano, tanto o mundo quanto eu seriamos queimados. Infelizmente, a humanidade não reconhece o seu próprio valor e desvalorizam a si mesmos. Quando o homem foi de fato o mais precioso tecido, fez-se dele próprio um remendo em um agasalho.” (Mathnavi, v.III, Versos: 1000-1001)

O Islam vê a humanidade como possuidora legitima de direitos que são compatíveis com a sua honra e dignidade.[2] De acordo com o Islam, a mera existência da humanidade é uma condição suficiente para que ela possua direitos humanos básicos. Os sábios da jurisprudência islâmica consideram a humanidade – as características do ser humano – como a essência dos direitos humanos. Consequentemente eles adotaram uma abordagem universal e nunca cometeram discriminações entre os seres humanos com base em sua religião, raça, gênero, classe e nacionalidade.[3]



[1].      Bukhari, Diyât, 21; Tıbb (Medicina), 56; Muslim, Îmân, 175.

 

[2].      Para mais detalhes sobre este assunto ver: Kadir Mısıroğlu, Islâm Dünya Görüşü (Islamic World View), Istanbul 2008, pp.200-201; Prof. Dr. Recep Şentürk, İnsan Hakları ve İslâm (Human Rights and Islam), Istanbul 2007.

 

[3].      Prof. Dr. Recep Şentürk, Insan Hakları ve Islâm (Human Rights and Islam), pp. 13, 21.