3. Não há uma casta sacerdotal que atue como intermediaria entre Allah e sua criação/ Não há clérigo no Islam.

June 22, 2013 in A Última Religião Divina ISLAM

Um dos eruditos do Islam disse “Os caminhos para Allah são múltiplos como a respiração de Suas criaturas”. Em outras palavras todos tem a liberdade de se comunicar diretamente com Deus. Qualquer um pode invocar Allah em suas orações e pedir perdão. Quando alguém se volta a Allah com sinceridade, Ele certamente o Encontrará antes dele.

Deus frequentemente encoraja seus súditos a realizar orações e a pedir perdão. Ele anunciou que Ele é Misericordioso, e que Ele irá perdoar os pecados em resposta as preces. Responder as preces e perdoar os pecados só é possível a Allah. Isto se dá pelo fato de que Ele é o único poder onipotente. Nenhuma criação pode usar Sua autoridade. Considerar qualquer uma das autoridades que pertencem a Deus em algum outro ser é tido como “politeísmo”.

No Islam não é necessário ter um clérigo (tècnico) em assuntos como a oração, a adoração ou casamento. Todo muçulmano deve aprender sobre a sua religião tanto quanto ele necessitar. Quando os muçulmanos se reúnem para realizar uma oração, eles escolhem os mais sabios e virtuoso
entre eles para liderar a oração (imam). O papel dos eruditos islamicos é limitado somente ao de explicar e ensinar  os principios da religião e iluminar e guiar os outros para o caminho correto dando sermões e conselhos. Eles não tem poder para perdoar pecados ou responder a preces ou ser um intermediario entre Deus e seus servos.

A idolatria  iniciou quando o homem começou a colocar intermediarios entre Deus e seus servos. Os idolatras de Mecca argumentaram que eles somente adoravam ídolos para aproximarem se de Deus.[1] Com o tempo eles começaram  a atribuir poderes divinos a estes intermediarios.



[1].      Az-Zumar (Os grupos) 39:3.